Buscar

A importância de se dormir bem




O sono é uma das maiores dádivas concedidas ao ser humano. Dele depende uma quantidade de benefícios incontáveis à nossa saúde e ao nosso bem-estar.


Dormir bem é sinônimo de equilíbrio.


É uma ação fisiológica que contribui para colocar tudo no lugar em nosso organismo. Mantém nossa estabilidade emocional, psicológica e emocional, além de ser altamente relevante ao nosso bom humor e nos ajudar a manter uma rotina, o que é um ponto importantíssimo quando se trata de bem-estar. Podemos dizer que o corpo se refaz enquanto dorme e nosso cérebro executa funções muito importantes que só podem acontece nesse momento de repouso.


Em contrapartida, uma rotina de noites mal dormidas pode desencadear diversos problemas. Além do contrário óbvio aos benefícios já citados, um corpo e uma mente levados à exaustão pode desencadear doenças como diabetes, uma série de problemas psicológicos e até alterar bastante nosso sistema autoimune.


Existem problemas para dormir diretamente ligados a patologias, e esses casos devem ser tratados por um médico especialista. Mas, em muitos casos, a irregularidade do sono é uma questão de maus hábitos.


A prática de atividades que comprometem o relaxamento necessário para que o sono chegue pode ser um desses fatores. Atividades físicas aceleradas próximas da hora de dormir, consumo de tecnologias que inibem a chegada do sono (como acessos a redes sociais, jogos, TV), ausência de limites nos horários/execução de trabalhos, são bons exemplos.


A alimentação também pode ser uma vilã quando assunto é sono de qualidade.


Para início de conversa, dormir de barriga cheia não permite um descanso pleno. É necessário que a última refeição seja feita minimamente duas horas antes do horário de dormir. Isso, levando em consideração como seu organismo reage à digestão. É importante adotar um cardápio mais leve à noite, como saladas, caldos e sopas. Há pessoas que evitam comer carne no jantar, justamente porque é um alimento de difícil digestão e essa atividade do organismo pode atrapalhar o sono. Outras evitam a ingestão de café ou alimentos/bebidas energéticos a partir de certo horário para não comprometer o relaxamento.


Comportamentos podem influenciar.


Pessoas sensíveis a situações de horror e violência devem evitar, por exemplo, programas e filmes com essa temática próximo da hora de dormir, pois isso compromete a sensação de bem-estar necessária para o aprofundamento do sono.


Como vemos, são inúmeras as situações em que simples adaptações à rotina podem contribuir para a melhora do sono. Um quarto em ordem pode ser o que te falta para gerar a sensação de tranquilidade ao se deitar. Um instrumental tranquilo e baixinho pode trazer relaxamento, assim como uma leitura agradável. Ler à noite, com uma luz bem indireta é “tiro e queda” para ajudar o sono chegar.


Mais uma vez constatamos que resolver uma das necessidades mais básicas e importantes para nossa saúde e bem-estar está nas nossas mãos. Agora é só colocar em prática.


Durma bem e fique bem!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo