Rua Floriano Peixoto, 450 - Centro - Monte Azul Paulista

Fone: 17 - 3361 5249 - CNPJ: 04.628.042/0001-22

Projeto ArteViva

 

A. Projeto de Musicalização Infantil
B. Projeto de Violão
C. Projeto Flauta Doce
D. Projeto de Teclado
E. Projeto de Artes Plásticas
F. Projeto de Artesanato
G. Projeto: Canto Coral

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A. Projeto de musicalização infantil

Objetivo Geral:
Promover e despertar o interesse para o aprendizado da música

Objetivo específico:
Atreves de brincadeiras lúdicas, despertar o interesse da criança para a música e através desta despertar a criatividade. Com a musicalização tornará possível o desenvolvimento da criança no seu raciocínio lógico, no aprendizado escolar como ( matemática, português, assim como em outras matérias ).

Planejamento:
As aulas serão planejadas através de método apostilado contendo todas as atividade em aulas teóricas e práticas.

Avaliação:
A avaliação será de aula em aula e através de sua melhora no meio em que vive.

Materiais para cada aula:
Apostilas, lápis de cor, giz de cera, Gliter, cola colorida, lantejoula, barbante, cola, sulfite, pincéis caba amarelo (marca tigre nºs 2, 4, 6, 8, 12, 14, 16,18 e 20 ), tinta guache, Toca cds, cds de música erudita e infantil, instrumento de percussão ( clava, pandeiros, agogô, meia lua, chocalho, e apito), mesas.

Carga horária:
13 horas e 50 minutos semanais, divididos em 2 aulas de uma hora e meia.

Número de vagas:
30 vagas preenchidas por ordem de chegada na inscrição.

Voltar

B. Projeto de Violão

Objetivo:
Tem como objetivo ensinar arte musical as pessoas,através de exercícios teóricos e práticos: (técnica de tablatura, ritmos, melodia, coordenação motora, digitações, concentração e disciplina).

Sinopse:
As técnicas abordadas serão aplicadas em músicas trabalhadas durante o projeto e que podem, por opção do contratante e havendo condições, resultar em apresentações públicas.

Público alvo:
Crianças acima de 9 anos, iniciantes ou interessados em atividades musicais.

Numero de vagas e critério de seleção:
Serão preenchidas através de inscrição e por ordem de chegada as 21 vagas.

Carga horária:
30 horas e 50 min.

Disponibilidade de horários
Um dia na semana a combinar.

Material para cada aluno:
Apostilas encadernadas ( será oferecida a original para cópia )

Material para oficina:
Violão, apostila e estantes para partitura.

Cronograma:
Será divididos em estágios, tendo inicio desde princípios básicos, até o graduado grau de técnica sobre o instrumento ( violão), nomenclatura do violão, tablatura, acordes, ritmos, melodia, escala cromática e assim por diante.


Luiz Fernando Ranolfi

Voltar

C. Projeto Flauta Doce

 

OBJETIVO
Tem como objetivo ensinar essa arte (música) às pessoas, através de exercícios teóricos e práticos : (técnica de partituras, ritmos, melodia, coordenação motora, concentração e pesquisas historico–cultural da música).

SINOPSE
As técnicas abordadas serão aplicadas em músicas trabalhadas durante a oficina e que podem, por
opção do contratante e havendo condições, resultar em apresentações públicas.
A constituição das aulas basicamente é de:
- exposição dos princípios básicos de flauta doce;
- exercício de coordenação;
- pesquisas da história da música;
- dinâmicas;
- prática das técnicas em repertório individual ou em conjunto;
- postura na flauta;
- exercícios rítmicos;
- provas teóricas e práticas a cada seis meses.

PÚBLICO ALVO
Crianças acima de 6 anos, iniciantes ou interessados em atividades musicais.

NÚMERO DE VAGAS E CRITÉRIO DE SELEÇÃO
Serão preenchidas através de ficha de inscrição e por ordem de chegada as 21 vagas.

CARGA HORÁRIA
30 horas e 50 minutos.

DISPONIBILIDADE DE HORÁRIOS
Um dia na semana a combinar

MATERIAL PARA CADA ALUNO
Apostilas encadernadas (será oferecida a original para cópia)

MATERIAL PARA A OFICINA
Flauta Doce e estantes para partitura e apostila.

CRONOGRAMA
1º ESTÁGIO: O que é música, pauta ou pentagrama, claves, figuras musicais, pausas, ligaduras, ponto de aumento, aprendendo a ler partituras, acordes, anacrusa, sinais de alteração( sustenido, bemol, bequadro, dobrado sustenido e dobrado bemol), hamonia, melodia e ritmo.
Bona método para solfejo ( cordenação rítmica, motora e leitura rápida das notas musicais)
Todo o repertório musical será do método e avulso.
Cada 6 meses será dada uma prova teórica e prática para avaliação de desempenho.

2º ESTÁGIO: Linhas e espaços suplementares, símbolos musicais,compassos simples, escalas diatônicas
tonalidade, modulação, stacatto.
Todo o repertório musical será do método e avulso.
Cada 6 meses será dada uma prova teórica e prática para avaliação de desempenho.

Obs.: Pode haver apresentações e recitais de acordo com o interesse da empresa.



SÂNDERES ROGÉRIO BUCCI
R.G 30.750.873-0

Voltar

D. Projeto de Teclado

OBJETIVO
Tem como objetivo ensinar essa arte (música) às pessoas, através de exercícios teóricos e práticos : (técnica de partituras, ritmos, melodia, harmonia, dedilhado, coordenação motora, concentração e pesquisas historico–cultural da música).

SINOPSE
As técnicas abordadas serão aplicadas em músicas trabalhadas durante a oficina e que podem, por
opção do contratante e havendo condições, resultar em apresentações públicas.
A constituição das aulas basicamente é de:
- exposição dos princípios básicos de teclado;
- exercício de coordenação;
- pesquisas da história da música;
- dinâmicas;
- prática das técnicas em repertório individual ou em conjunto;
- postura no teclado;
- exercícios rítmicos;
- provas teóricas e práticas a cada seis meses.

PÚBLICO ALVO
Pessoas acima de 6 anos, iniciantes ou interessados em atividades musicais.

NÚMERO DE VAGAS E CRITÉRIO DE SELEÇÃO
Serão preenchidas através de ficha de inscrição e por ordem de chegada as 14 vagas.

CARGA HORÁRIA
31 horas e cinquenta minutos divididos em 7 aulas de meia hora.

DISPONIBILIDADE DE HORÁRIOS
Um dia na semana à combinar

MATERIAL PARA CADA ALUNO
Apostilas encadernadas (será oferecida a original para cópia)

MATERIAL PARA A OFICINA
Teclado e radio cd player.

CRONOGRAMA
1º ESTÁGIO: O que é música, pauta ou pentagrama, claves, figuras musicais, pausas, ligaduras, ponto de aumento, aprendendo a ler partituras, acordes, anacrusa, sinais de alteração( sustenido, bemol, bequadro, dobrado sustenido e dobrado bemol), hamonia, melodia e ritmo.
Bona método para solfejo ( cordenação rítmica, motora e leitura rápida das notas musicais)
Todo o repertório musical será do método e avulso.
Cada 6 meses será dada uma prova teórica e prática para avaliação de desempenho.

Obs.: Pode haver apresentações e recitais de acordo com o interesse dos coordenadores do projeto.


NATHAN CONTARIN

2º Estágio

OBJETIVO
Tem como objetivo ensinar essa arte (música) às pessoas, através de exercícios teóricos e práticos : (técnica de partituras, ritmos, melodia, harmonia, dedilhado, coordenação motora, concentração e pesquisas historico–cultural da música).

SINOPSE
As técnicas abordadas serão aplicadas em músicas trabalhadas durante a oficina e que podem, por
opção do contratante e havendo condições, resultar em apresentações públicas.
A constituição das aulas basicamente é de:
- exposição dos princípios básicos de teclado;
- exercício de coordenação;
- pesquisas da história da música;
- dinâmicas;
- prática das técnicas em repertório individual ou em conjunto;
- postura no teclado;
- exercícios rítmicos;
- provas teóricas e práticas a cada seis meses.

PÚBLICO ALVO
Pessoas acima de 6 anos, iniciantes ou interessados em atividades musicais.

NÚMERO DE VAGAS E CRITÉRIO DE SELEÇÃO
Serão preenchidas através de ficha de inscrição e por ordem de chegada as 24 vagas.

CARGA HORÁRIA
16 horas mensais divididas em três horas semanais

DISPONIBILIDADE DE HORÁRIOS
Preferencialmente as terças, quarta e quinta de manhã, das 07:00 às 11:00

MATERIAL PARA CADA ALUNO
Apostilas encadernadas (será oferecida a original para cópia)

MATERIAL PARA A OFICINA
Teclado e rádio com cd player

CRONOGRAMA

2º ESTÁGIO: Linhas e espaços suplementares, símbolos musicais,compassos simples, escalas diatônicas
tonalidade, modulação, stacatto.
Todo o repertório musical será do método e avulso.
Cada 6 meses será dada uma prova teórica e prática para avaliação de desempenho.

Obs.: Pode haver apresentações e recitais de acordo com o interesse dos coordenadores do projeto.

SÂNDERES ROGÉRIO BUCCI
R.G 30.750.873-0

3º Estágio

OBJETIVO
Tem como objetivo ensinar essa arte (música) às pessoas, através de exercícios teóricos e práticos : (técnica de partituras, ritmos, melodia, harmonia, dedilhado, coordenação motora, concentração e pesquisas historico–cultural da música).

SINOPSE
As técnicas abordadas serão aplicadas em músicas trabalhadas durante a oficina e que podem, por
opção do contratante e havendo condições, resultar em apresentações públicas.
A constituição das aulas basicamente é de:
- exposição dos princípios básicos de teclado;
- exercício de coordenação;
- pesquisas da história da música;
- dinâmicas;
- prática das técnicas em repertório individual ou em conjunto;
- postura no teclado;
- exercícios rítmicos;
- provas teóricas e práticas a cada seis meses.

PÚBLICO ALVO
Pessoas acima de 6 anos, iniciantes ou interessados em atividades musicais.

NÚMERO DE VAGAS E CRITÉRIO DE SELEÇÃO
Serão preenchidas através de ficha de inscrição e por ordem de chegada as 14 vagas.

CARGA HORÁRIA
31 hora e cinquenta minutos divididos em 7 aulas de um hora.

DISPONIBILIDADE DE HORÁRIOS
Preferencialmente as terças, quarta e quinta de manhã, das 07:00 às 11:00
MATERIAL PARA CADA ALUNO
Apostilas encadernadas (será oferecida a original para cópia)

MATERIAL PARA A OFICINA
Teclado e rádio com cd player

CRONOGRAMA

3º ESTÁGIO: Compasso simples, compasso composto, escalas maiores, menores, intervalos, graus tonais, músicas com maior grau de dificuldade, teclado e tecnologia ( gravações em disquete, teclado e computador ).

Obs.: Pode haver apresentações e recitais de acordo com o interesse dos coordenadores do projeto.
SÂNDERES ROGÉRIO BUCCI
R.G 30.750.873-0

Voltar

E. Projeto de Artes Plásticas

Objetivo geral:
Tem-se por objetivo a formação técnica e cultural na área das artes visuais.

Objetivo especifico:
Através do conhecimento dos diversos períodos da história da arte e da humanidade, e do desenvolvimento das técnicas da arte visual ( desenho, xilogravura, mosaico, e pintura ), apresentar –se –à não apenas um desenvolvimento técnico, nas sobretudo uma humanização.
Tendo como foco, crianças e jovens, que são aqueles que infelizmente estão inseridos numa sociedade cada vez mais fria e pouco humana. Sociedade que não destruiu mas esqueceu de seus valores primeiros.
O conhecimento buscado, é aquele que impulsionará uma melhora na capacidade criadora, motora e técnica de pelo menos 80%, levando assim a criar uma mudança de atitude para com tudo e todos 50%, vindo este fazer uma mudança em seu comportamento social de 40%.

Plano de implementação:
A partir dos diversos movimentos artísticos, que percorrem por aproximadamente seis mil anos, olhar para a sociedade de cada época, analisar os seus erros e acertos e a sua forma de expressar, artisticamente, em cada um destes momentos (ex. Grego, sociedade machista [erro], busca pelo conhecimento a todos [ acerto ], técnica de expressão, pintura em vasos, desenhos, mosaicos). Cada período artístico deverá ser trabalhado por pelo menos 3 meses, para que se possa haver o desenvolvimento intelectual e técnico de cada um destes.

Monitoramento e avaliação:
No final de cada modulo, desenvolver-se á criação de uma obra de visão única de cada indivíduo, a cerca do tema debatido e vivenciado na prática do desenvolvimento de sua respectiva técnica e forma de se expressar,para que também encontre este a sua própria maneira de se expressar. Aliviando assim sua possível forma de ver o mundo e as pessoas que nele estão inseridas. Realizando posteriormente uma exposição dos trabalhos realizados.

Resultados esperados;
Espera-se que ocorra uma mudança não única e exclusiva da técnica, mas principalmente na forma de ver e interpretar o mundo que esta a sua volta, saber perceber que certos valores não são arcaicos e alienados do tempo presente, percebendo pelos erros de varias sociedades que ficaram indiferentes a estes valores, como podemos resgatar e vive-los hoje.

Monte azul Paulista 08 de Outubro de 08 de outubro de 2007.

Oscar Alves da Silva Junior

Voltar

F. Projeto de Artesanato

OBJETIVO
Ensinar técnica de artesanato em geral, para que a criança e o adolescente tenha uma oportunidade de aprender métodos, para uma futura profissão de artesão.

SINOPSE
As técnicas abordadas serão aplicadas em vários tipos de materiais, e que podem por opção do contratante, e havendo condições, resultar em vendas dos materiais confeccionados, para manutenção do projeto.
A constituição das aulas basicamente é de:
-exposição dos princípios básicos de técnica de artesanato
-pintura em tecido
-pintura em tela
-decoupage
-biscuit
-bordados em geral
-tear de mão

PÚBLICO ALVO
Pessoas acima de seis anos, interessado em atividades artesanais.

NÚMERO DE VÁGAS E CRITÉRIO DE SELEÇÃO
Serão preenchida através de ficha de seleção e por ordem de chegada às vagas a serem preenchidas.

CARGA HORÁRIA
31 h e 50 min divididas em 3 aulas de 1h e 30min semanais

DISPONIBILIDADE DE HORÁRIOS
A combinar

MATERIAIS PARA AS OFICINAS
Pinceis de cabo amarelo e de pelo de marta, tintas para tecido, clareador, cola permanente, tintas acrílicas, pano de prato, papel de seda, carbono, lápis 6b, revistas especificas para as aulas, guardanapos para decoupage, colas para decoupage, caixas para decoupage, pirógrafo, madeiras em geral, formas de biscuit, colas cascorez, olhinhos móvel, linhas, fitas, pedraria, agulhas, tesoura, tecidos em geral, tear de mão, tintas pva, base e vernises.

CRONOGRAMA
1º horário: pintura em tecido, tela;
2° horário: bordados em tear e fitas;
3º horário: biscuit, decoupage

MARIELI CARLA DE OLIVEIRA
RG.: 41.510.933-4

Voltar

G. Projeto: Canto Coral

Objetivos: A formação do coral busca atingir as seguintes metas:
- Expressar e saber comunicar-se na música, mantendo uma atitude de busca pessoal e/ou coletivo, articulando a percepção, a imaginação, a emoção, a sensibilidade e a reflexão ao realizar a prática do canto.
- Edificar uma relação de autoconfiança com a produção artística e conhecimento estético, no percurso de criação que abriga uma multiplicidade de procedimentos e soluções;
- Compreender e saber identificar a música como fato histórico contextualizado nas diversas culturas, conhecendo, respeitando e podendo observar as produções presentes no entorno, assim como as demais do patrimônio cultural e do universo natural, identificando a existência de diferenças nos padrões artísticos e estéticos;
- Observar as relações entre homem e a realidade com interesse e curiosidade, exercitando a discussão, indagando, argumentando e apreciando arte de modo sensível;
- Compreender e saber identificar aspectos da função e dos resultados do trabalho do artista, reconhecendo, em sua própria experiência de aprendiz, aspectos do processo percorrido pelo artista;
- Interpretação de músicas existentes vivenciando um processo de expressão individual ou grupal.
- Experimentação, seleção e utilização de instrumentos, materiais sonoros, equipamentos e tecnologias disponíveis em arranjos e improvisações.
- Seleção e tomada de decisões, em produções individuais e/ou grupais, com relação às idéias musicais, letras, técnicas, sonoridades, texturas, dinâmicas, forma etc.
- Percepção e identificação dos elementos da linguagem musical em atividades de produção, explicitando-os por meio da voz, do corpo, de materiais sonoros e de instrumentos disponíveis.
- Apreciação e reflexão sobre músicas da produção regional, nacional e internacional consideradas do ponto de vista da diversidade, valorizando as participações ao vivo.
- Discussão de características expressivas e da intencionalidade de compositores e intérpretes em atividades de apreciação musical.
- Explicitação de reações sensoriais e emocionais em atividades de apreciação e associação dessas reações a aspectos da obra apreciada.

SINOPSE:

As pessoas que se inscreverem para a participação no coral, passarão por um simples teste vocal, para que as vozes possam ser divididas para o trabalho de músicas em vozes iguais ou diferentes.
No início dos ensaios os inscritos se comprometerão a serem assíduos na participação do coral, adequando-se assim às exigências mínimas necessárias para o desenvolvimento do mesmo.
Pretende-se a formação de um coral adulto, sendo assim poderão participar aqueles que já passaram pela puberdade, tendo tessitura de voz mais definida e adequada para o coral.
Os coralistas se reunirão em dois dias da semana, com duração de duas horas e meia, aproximadamente cada ensaio, sendo os mesmos realizados no período da noite, com dia e hora ainda a ser definidos.
Os conteúdos a serem trabalhados serão compatíveis com as possibilidades de aprendizagem do grupo.
Serão valorizados os conteúdos básicos necessários à formação musical, considerando ainda as manifestações artísticas de povos e de culturas de diferentes épocas, incluindo a contemporaneidade.
Os integrantes poderão também opinar sobre o repertório básico a ser trabalhado, para elevação da motivação e auto-estima do grupo.
Será essencial após a formação de repertório, a apresentação do coral em diversos locais e ocasiões, exibindo assim o trabalho realizado por todos, integrando à vida artística da sociedade que os cerca.

PÚBLICO ALVO:

Todas as pessoas (maiores de 16 anos), que de maneira geral gostam e despertam interesse musical e se disponham a participar assiduamente do coral.

NÚMERO DE VAGAS E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO:

Até cinqüenta pessoas, que serão avaliadas por um pequeno e simples teste vocal.

CARGA HORÁRIA

Quatro horas semanais divididos em dois dias.

CRONOGRAMA POR MÓDULO:

O Coral seguirá o cronograma dividido em dois semestres, sendo o primeiro de Fevereiro a Junho e segundo de Julho a Dezembro.

1º MÓDULO
- Divisão das vozes do grupo em iguais ou diferentes.
- Vocalizes com ritmos diversos, em pequena, média e grande extensão.
- Relaxamento e respiração.
- Interpretação vocal de músicas em diferentes estilos e ritmos.
- Cânones em variados ritmos, estilos, épocas e idiomas.
- Utilização do sistema modal/tonal na prática do canto em uníssono ou mais vozes.
- Canto coral de diversas músicas da M.P.B

2º MÓDULO
- Vocalizes com média e grande extensão .
- Relaxamento/ Respiração.
- Interpretação vocal.
- Cânones, músicas da M.P.B, músicas natalinas.
- Utilização do sistema modal/tonal na prática do canto a quatro vozes.
- Elementos básicos das formas artísticas, modos de articulação formal, técnicas, materiais e procedimentos na criação em arte.
- Diversidade das formas de arte e concepções estéticas da cultura regional, nacional e internacional: produções, reproduções e suas histórias.

CONCLUSÃO:

A arte propicia o desenvolvimento do pensamento artístico, que caracteriza um modo particular de dar sentido às experiências das pessoas: por meio dele, o aluno amplia a sensibilidade, a percepção, a reflexão e a imaginação. Aprender arte envolve, basicamente, fazer trabalhos artísticos, apreciar e refletir sobre eles. Envolve, também, conhecer, apreciar e refletir sobre as formas da natureza e sobre as produções artísticas individuais e coletivas de distintas culturas e épocas.
A educação em arte propicia ainda a percepção estética, que caracterizam um modo próprio de ordenar e dar sentido à experiência humana: o aluno desenvolve sua sensibilidade, percepção e imaginação, tanto ao realizar formas artísticas quanto na ação de apreciar e conhecer as formas produzidas por ele e pelos colegas, pela natureza e nas diferentes culturas.
Uma função igualmente importante que a arte tem a cumprir diz respeito à dimensão social das manifestações artísticas. A arte de cada cultura revela o modo de perceber, sentir e articular significados e valores que governam os diferentes tipos de relações entre os indivíduos na sociedade. A arte solicita a visão, a escuta e os demais sentidos como portas de entrada para uma compreensão mais significativa das questões sociais. Essa forma de comunicação é rápida e eficaz, pois atinge o interlocutor por meio de uma síntese ausente na explicação dos fatos.
O ser humano que não conhece arte tem uma experiência de aprendizagem limitada, escapa-lhe a dimensão do sonho, da força comunicativa dos objetos à sua volta, da sonoridade instigante da poesia, das criações musicais, das cores e formas, dos gestos e luzes que buscam o sentido da vida.

-------------------------------------------------
Daniel Gomes

Voltar

google
 
livro
 
senad
 
proerd
 
 
antidrogas
 

Atualizado em:

08/05/2010

Bravenet Hit Counter
Powered by Bravenet
View Statistics